08 abril 2020

Centro Clínico Gaúcho implementa teleconsulta em suas unidades

Desde o dia 23 de março, o Centro Clínico Gaúcho (CCG) está atendendo na modalidade teleconsulta. O foco da decisão são os pacientes que não podem ficar sem assistência diante das medidas de prevenção do novo coronavírus.

Nesse momento, o teleatendimento do CCG está voltado para os seguintes públicos: pacientes adultos e pediátricos com doenças crônicas, que necessitam manter seus medicamentos de uso contínuo, pacientes de maior risco, como idosos acima de 60 anos e gestantes, renovação de receitas de medicamento de uso contínuo e atendimento psicológico.

— Estamos diariamente analisando a inclusão de novas possibilidades de atendimento — afirma Diretor Executivo Operacional do CCG, Dr. Mauro Borges.

Diariamente, mais de 200 consultas estão sendo realizadas à distância e o número não para de crescer. Inicialmente, o atendimento se deu somente por telefone, no formato de teleorientação. Agora, porém, também há a opção de videochamadas. Para marcar a consulta, foi disponibilizado um canal via e-mail, onde os agendamentos são realizados.

Na visão do CCG, há diversos pontos positivos com a alternativa implantada, como a possibilidade de oferecer assistência em um momento em que a recomendação é de isolamento social, facilitar o acesso da população à consultas em locais onde a assistência é mais restrita e facilitar o atendimento aos pacientes com dificuldades de locomoção e acesso.

Por outro lado, existem também os pontos limitantes da alternativa, como a impossibilidade de fazer o exame físico e limitações tecnológicas por parte do paciente. Para minimizar esses empecilhos, os médicos seguem algumas orientações.

— Os médicos são orientados a usar as informações prévias que temos contidas nos prontuários médicos, a entender bem a queixa e a orientar da melhor forma possível para que o paciente se sinta seguro e acolhido — relata o diretor.

Embora tenha sido uma medida tomada em caráter excepcional, o Centro Clínico Gaúcho estuda estendê-la no futuro próximo. Segundo Borges, a empresa tem a possibilidade e o desejo de expandir esse tipo de atendimento, mas ainda depende de uma regulamentação definitiva pelos órgãos regulatórios para concretizar o plano.


CCG limita operações durante a Covid-19

Seguindo as recomendações oficiais e todos os protocolos de atendimento ao paciente, o Centro Clínico Gaúcho passou por uma série de adequações em suas mais de 20 unidades para a preservação da saúde de todos.

Como primeiro medida, direcionou os pacientes com sintomas gripais para a triagem telefônica por meio do serviço de teleorientação gratuita 24h por dia, realizado por uma equipe de enfermagem e supervisionado por médicos.

Além de orientar as pessoas se devem ou não procurar atendimento presencial, a triagem telefônica presta esclarecimentos e orienta os cliente sobre dúvidas relacionadas à sua saúde.

Também foi criado fluxos especiais de atendimento aos casos suspeitos do novo coronavírus nas clínicas de pronto atendimento na Região Metropolitana de Porto Alegre. A clínica da Zona Norte de Porto Alegre se tornou referência e foi escolhida para atendimento exclusivo de casos de gripe na Capital.

Para as outras necessidades de pronto atendimento, uma das clínicas do Centro de Porto Alegre foi direcionada para atendimento adulto e pediátrico 24h, criando uma zona mais segura aos pacientes que não apresentam sintomas suspeitos do novo coronavírus.


Atendimentos eletivos cancelados temporariamente

Por conta do novo coronavírus, seis clínicas do CCG tiveram suas atividades suspensas temporariamente e outras dez viram seus funcionamentos (fluxos, horários e especialidades) alterados.

Outra medida alinhada às orientações dos órgãos de saúde foi a suspensão temporária dos atendimentos eletivos (consultas e exames), com exceção para obstetrícia, terapias imunobiológicas e quimioterapias, priorizando as consultas de urgência e emergência. Na área odontológica, foram canceladas todas as consultas e procedimentos, mantendo apenas um plantão para casos urgentes em Porto Alegre e São Leopoldo.

Os colaboradores da área assistencial e da equipe de apoio, por sua vez, tiveram treinamentos intensificados no uso correto de EPIs (Equipamento de Proteção Individual) e higienização. Além disso, parte dos colaboradores da matriz, estão fazendo home office e um serviço gratuito de apoio psicológico para os clientes e funcionários do Centro Clínico Gaúcho foi implantado.

Em um momento de distanciamento social em todo o Rio Grande do Sul, a comunicação foi ampliada com clientes e funcionários.

— Ampliamos nossas comunicações informativas e de orientações sobre o serviço nas redes sociais, além de termos estendido o horário do monitoramento e do SAC nesses canais, e incluído as orientações e respostas aos finais de semana — informa Borges. 


Fonte: GauchaZH

Veja mais novidades

nov
17
nov
03
mai
04
ago
11
out
20

Centro Clínico Gaúcho está entre as 500 maiores empresas do Sul

nov
17
nov
25

Centro Clínico Gaúcho e Multiclínica assinam parceria e ampliam estrutura de atendimento

nov
22

Centro Clínico Gaúcho está entre as 500 maiores empresas do Sul

nov
14

Centro Clínico Gaúcho entre as marcas mais lembradas em Canoas em 2016

nov
04

Centro Clínico Gaúcho divulga Novembro Azul